23/07/2021

A Voz da Esquerda Judaica

Mauro Nadvorny & Amigos

Carta Aberta a Ariel Sharon

3 min read

Gostaria antes de tudo de antecipar meus cumprimentos por sua provável re-eleição como primeiro ministro do Estado de Israel. Não posso negar que apesar de teres recebido apenas 25% dos votos do eleitorado, as regras da democracia israelense vão lhe conferir o direito de formar e liderar o próximo governo.

Isto posto, permita-me desejar-lhe um curto mandato. Espero sinceramente que o seu novo governo caia o mais rapidamente possível e que os terríveis dias de sua sanguinária presença à frente do governo israelense sejam esquecidos para sempre.

Não posso me furtar a dizer que seus votos estão contaminados com o sangue das vítimas do conflito. As cédulas que levam sua indicação representam, cada uma, os nomes daqueles que não estão mais entre nós. Sua eleição é um ultraje a suas memórias.

Invadistes a cidade de Gaza com tanques e helicópteros, três dias antes das eleições atirando contra prédios onde residiam civis, sabendo que o efeito colateral desta ação resultaria na morte deles. Homens, mulheres e crianças foram mortos para satisfazer o seu desejo de vingança. Ou será que o seu vil propósito foi o de buscar assegurar mais um ou dois mandatos nesta eleição? A verdade nunca saberemos. Mas para as vítimas isto é o que menos importa.

Sua permanência no poder é uma afronta ao desejo de paz e de reconciliação entre israelenses e palestinos. Sua pregação belicista é um perigo a existência do Estado de Israel. Nunca tivemos tantos atentados e tantas mortes num governo como o seu. Nunca um mentiroso foi re-eleito em Israel. Sua promessa de paz e segurança nunca foi e nunca será cumprida. Precisas do sangue derramado para te manteres no poder.

Tuas atitudes e teus atos são uma vergonha para o povo judeu. Felizmente nem todos nós somos Sharon. A maioria do povo judeu quer a paz e concorda com o estabelecimento de um Estado Palestino. Aceitamos repartir nossa capital com eles, e temos consciência de que devemos buscar uma solução justa para o problema dos refugiados. Parece que ficas surdo a todos nós e tens ouvidos apenas para tuas armas e teus atos de guerra.

Não Sharon, nós não vamos aplaudir tua eleição. Vamos respeitá-la porque ela é fruto de uma ação democrática, mas não vamos te dar trégua. A partir do momento em que as urnas confirmarem tua vitória, saiba que vamos fazer uma oposição digna denunciando todos os dias em todos os fóruns tuas ações criminosas.

O povo judeu é muito mais que tuas idéias de ocupação, confronto, assassinatos e humilhação de um povo. Somos o povo dos Profetas de Israel. Somos o povo que deu ao mundo uma visão universal de humanidade e fraternidade. Somos um povo que respeita e dignifica a vida de todos os seres humanos.

A paz pode estar se distanciando de nós mas não vamos abandonar a esperança. Vamos seguir com ela porque não podes matá-la nem tirá-la de nós. Somos muito mais fortes do que tuas mensagens de ódio.

Somos do Campo da Paz, eternos guardiões da esperança e da transformação do mundo em um lugar melhor para todos. Talvez hoje não possamos comemorar, mas quem sabe amanhã. Porque amanhã será outro dia.

O Povo de Israel Vive!

Deixe uma resposta